Chivay: um encantamento pela cultura Inca e suas maravilhas naturais.

Blog Viagens Machu Picchu_Peru_Chivay

Você sabia que um dos cânions mais profundos do mundo fica na América do Sul? Mais precisamente no Peru, na província de Caylloma, região de Arequipa. O Cânion Colorado Peruano, conhecido também como Cânion do Colca tem uma profundidade de 3.400 metros, com uma extensão de 100 quilômetros.

Para os aventureiros, esse é um bom passeio, onde terá uma excelente paisagem, e para isso é necessário se aclimatar bem, já que ficará hospedado na cidade de Chivay, a cerca de 3.600 metros do nível do mar. Aconselhamos caminhar devagar e tomar bastante chá de coca para ajudar a evitar o mal de altitude.

Chivay é uma pequena cidade onde turistas passam para visitar o cânion, conhecer a cultura Inca, forte tradição que ainda permanecem, e avistar animais com os quais, poucas vezes na vida terão contato visual.

Blog Viagens Machu Picchu_Peru_Chivay_entrada

Mas não deixe de conhecer esta acolhedora cidade passando pela Plaza de Armas e igrejas que misturam o estilo barroco com o tradicional estilo peruano.

Blog Viagens Machu Picchu_Peru_Chivay_Plaza_de_Armas
Plaza de Armas de Chivay

A caminho de Chivay

Normalmente partindo da cidade de Arequipa, para chegar a Chivay passa-se por toda a cordilheira vulcânica, com estradas de solo arenoso onde é possível avistar de longe vulcões como o imponente Misti. Serão paisagens incríveis ao longo desse caminho, prepare para registrar muitas fotos.

É nesse caminho que você encontra a Reserva Nacional Salinas e Aguada Blanca, onde a natureza reina com majestosos vulcões, belas lagoas e animais como as vicunhas, as lhamas e os guanacos, além de aves como os flamingos e os patos creston.

Blog Viagens Machu Picchu_Peru_Chivay_Reserva_Nacional_Salinas_Aguada_Branca
Reserva Nacional Salinas e Aguada Blanca

Ainda nessa Reserva, é possível visitar a Caverna de Sumbay, onde você verá pinturas rupestres e a bela paisagem da Laguna de Salinas.

Cânion do Colca

O ponto alto, literalmente, da viagem a Chivay é estar em um dos cânions mais profundo do mundo, e a aventura não é apenas avistar suas paisagens maravilhosas. Há muito a explorar na região do Cânion Colorado Peruano.

Blog Viagens Machu Picchu_Peru_Chivay_Canion_do_Colca
Canion do Colca

Essa é das maiores obras da natureza, com paredões a perder de vista, na bacia do Rio Colca. O Vale do Colca guarda aventuras como trilhas que vão pelos cânions e passeios de caiaque pelo rio. Esses, são passeios com maior duração, então planeje sua estadia para não perder essa impressionante experiência.

Na parte mais alta do cânion, fica a Cruz do Condor, uma cruz fincada em um mirante natural, propício para avisar o voo dessa ave majestosa, o Condor. Avistar a magnífica paisagem desse mirador também impressiona pela bonita geografia que se desenha ao longe.

Condor: a maior ave do mundo

Blog Viagens Machu Picchu_Peru_Chivay_Condor_Canion_do_Colca

Com uma envergadura de asa maior que 3 metros e com cerca de 1,2 metros de altura, o Condor é uma ave que vive na região dos grandes cânions peruanos. Os paredões locais são a casa dessas aves que sobrevoam a região com graciosidade.

O Condor faz parte da trilogia Inca, considerado uma divindade, uma ave sagrada a qual representava para essa antiga civilização, o mundo do céu, já que voam bem alto, onde estavam seus deuses espirituais.

Vivendo em média 70 anos, o Condor quase não bate suas asas, utilizando as correntes de ar quente e o vento para voar as maiores alturas possíveis por entre as montanhas. No Cânion, o melhor horário para observá-los é entre 9 horas e 11 horas da manhã.

Prepare a máquina para registrar belas fotos do voo majestoso dessa rara ave, que mesmo em extinção, apresenta um show de beleza no céu peruano.

Tradições

Em Chivay também há atrações como o próprio povoado, que chama atenção por suas típicas roupas coloridas, herdadas da cultura milenar incaica. Chegam a ser artísticas, com seus bordados finos sobre as camisas e saias longas, exibindo também um charmoso chapéu.

Os homens também se caracterizam, com vestimentas e chapéus coloridos, quando há alguma festividade na região. Uma festa tradicional de Chivay, a Festa do Sangue é como uma tourada espanhola, a qual um Condor é capturado antes do início da festa, enfeitado e apresentado ao público.

Na cerimônia, ele é amarrado nas costas de um touro forte e bravo, que é enfrentado pelos toureiros. A intenção é que a ave não morra, pois diz a crendice que se o Condor for ferido e morrer durante o evento, significa que algo de ruim irá acontecer à comunidade de Chivay.

Essas são tradições de centenas de anos que marcam a cultura peruana, misturada com os costumes dos Incas e da colonização espanhola, que está presente em todo o país.

Deixe uma resposta