Caminhos da Rota do Sol, no Peru

Blog Viagens Machu Picchu_Rota do Sol

4 entre os inúmeros pontos turísticos interessantes do Peru que você conhecerá na viagem entre Cuzco e Puno. Se você estava em Cuzco, aproveitando da cultura histórico-religiosa entre museus e ruínas arqueológicas, partindo para a cidade de Puno, para conhecer o Lago Titicaca e suas ilhas, ou vice e versa, não será uma viagem simples e direta.

Essa será a Rota do Sol, conhecida rota com um passeio, o qual você conhecerá atrações tanto ou mais encantadoras que seus destinos finais. Essa é uma dica que a Viagens Machu Picchu oferece para que você possa aproveitar ainda mais suas férias pelo Peru.

Mas, por que Rota do Sol? Bem, reza uma lenda que as civilizações antigas da região do Lago Titicaca em Puno, tiveram dois guias, Manco Capac e mama Ocllo, filhos do Deus Pai dos Incas, Inti Sol, enviados por ele para guiar o povo a partir do Titicaca, subindo ao norte peruano para fundar a cidade de Cuzco como capital do Império Inca. O caminho feito por eles é a Rota do Deus Sol, por isso, Rota do Sol.

Alguns ônibus turísticos realizam esse trajeto fazendo paradas por pontos estratégicos para o turista desfrutar melhor do caminho. A viagem dura o dia todo, e você vai aproveitando as paisagens em lindas fotos.

Esses pontos são os mais interessantes, e eles são 4, dignos de parada para observação, contemplação e registro de imagens em lugares raros.

 

1ª Parada – Andahuaylillas

Começando a viagem saindo de Cuzco em direção a Puno, a primeira parada será no povoado de Andahuaylillas. Esse pequeno distrito guarda uma bela igreja colonial, em sua praça principal, a qual é considerada a Capela Sistina das Américas.

Blog Viagens machu Picchu_Rota do Sol_Andahuaylillas_Igreja_de_San_Pedro
Igreja de San Pedro em Andahuaylillas

Em estilo barroco do século XVI, a Igreja de San Pedro de Andahuaylillas é a principal atração da cidade por sua beleza e imponência. Ricamente decorada em dourado, foi construída por jesuítas entre os séculos XVI e XVII.

Com amplas paredes feitas de tijolos de barro, é ornada com uma bem decorada fachada com murais e duas colunas de pedra. Seu interior é o que mais impressiona por beleza e suntuosidade, guardando imagens e murais artísticos, verdadeiras obras de arte em pinturas que decoram harmonicamente o recinto.

Recomendamos assistira nossa festa do sol ” inti raymi

 

2ª Parada – Raqchi

Rota do Sol_Raqchi_Templo_de_Wiracocha
Templo de Wiracocha em Raqchi

E então, vamos seguindo viagem estrada a fora, partindo para a próxima parada no complexo Arqueológico Raqchi. Essa é uma área com cerca de 1000 hectares com muitas ruínas de construções da época pré-inca, as quais foram feitas em diversos períodos.

São grandes muralhas, recintos, aquedutos e até túmulos subterrâneos que contam a história de uma civilização muito antiga. Entre essas tantas construções está o Templo de Wiracocha, também conhecido como Templo do Deus Sol, construído pelos Incas.

O templo tem uma magnífica arquitetura feita em pedras e barro. Com 93 metros de comprimento e 26 metros de largura, tem uma forma retangular. A parede central do templo tem uma base feita de pedra, com um corpo de adobe em seus monumentais 13 metros de altura.

 

3ª Parada – La Raya

Seguindo viagem, a terceira parada é a mais rápida pelo fato de ser apenas para contemplação e registro de fotos das magníficas paisagens. É também o ponto mais alto do caminho percorrido, com 4.335 metros de altitude, e, exatamente a divisa entre os dois departamentos de Cuzco e Puno.

La Raya é uma cadeia de montanhas, as quais você terá belíssimas vistas para picos nevados e formações rochosas sinuosas. O monte principal é o Chimboya que, imponente, se exibe na paisagem esplendorosa.

Blog Viagens Machu Picchu_Rota do Sol_La_Raya_Montanhas

É uma oportunidade também de observar vicunhas, lhamas e alpacas ao longe; é ainda, poder fazer pequenas compras com vendedores de artesanatos locais.

 

4ª Parada – Pukara

Blog Viagens Machu Picchu_Rota do Sol_Pukara_Igreja_Santa_Isabella
Igreja Santa Isabella em Pukara

Para finalizar o passeio, antes de chegar em Puno, destino final, a última parada surpreende, mais uma vez, pela rica cultura de civilizações que viviam na região, na antiguidade. Pukara é uma cidade a qual sua atividade econômica se baseia na produção de artigos e artesanatos em cerâmica.

É nessa cidade que você poderá conhecer um antigo centro cerimonial, com uma série de terraços sobrepostos de forma piramidal, feito pela civilização pré-inca. A história dessa mesma civilização está contada no Museu Pukara, um museu lítico com rico acervo de objetos encontrados em escavações antigas.

 

Blog Viagens Machu Picchu_Pukara_Museu_Litico
Museu Lítico de Pukara

Esse sítio arqueológico é o ponto turístico principal da cidadela, o qual guarda peças da cultura pré-inca, com esculturas, ou totem representando o seu deus principal, o Deus da Chuva, ou Deus do Raio.

Ao centro desse totem está esculpido também, a figura de um sapo, animal tido como sagrado por acreditarem que o mesmo, tinha facilidade de chamar a chuva para a região, ajudando na fertilidade do solo.

Chegando em Puno, você conhecerá as diversas atrações interessantíssimas que guarda essa cidade, igualmente rica na cultura Inca. Saiba mais em nosso post sobre Puno.

Deixe uma resposta