Trilha Inca: uma das 5 trilhas mais famosas do mundo.

Blog Viagens Machu Picchu | Trilha Inca

Sem dúvida nenhuma Machu Picchu é um lugar mágico e especial, e se você quer conhecer ou mesmo voltar lá, existe outra maneira de chegar nas montanhas sagradas, sem ser a habitual partida de Cuzco utilizando ônibus ou trem.

Tão mítica quanto as próprias montanhas, a Trilha Inca é o caminho que levou os Incas, essa civilização antiga que dominou a região peruana, entre a cidade de Cuzco, passando por lugarejos remotos, montanhas e florestas, até a famosa cidadela incaica.

Não apenas trilheiros e montanhistas, mas todos que se aventuram por ela, se esbaldam pelas maravilhosas paisagens e pontos históricos ao longo do percurso. Famosa em todo o mundo, fazer a Trilha Inca será uma experiência única.

Com 48 quilômetros, essa trilha antiga recebe milhares de aventureiros do mundo todo. É uma rota sinuosa, cheia de subidas e descidas, e penhascos que dão para incríveis paisagens. São florestas, ruínas e picos nevados que encantam os olhos de quem vê.

Partindo de cerca de 2800 metros a aproximadamente 4200 metros de altitude, é necessário se aclimatar para a realização desta caminhada. Por isso, para se prevenir do mal de altitude, aconselhamos tomar muito chá e mascar folha de coca.

A Viagens Machu Picchu tem um roteiro perfeito, de 4 dias para desbravar uma das 5 caminhadas mais famosas do mundo.

 

1º dia: Cusco – Piscacucho

O início da caminhada é no quilômetro 82 da linha férrea, partindo rumo ao acampamento Wuayllabamba que fica a 3100 metros do nível do mar. Trilhando por entre florestas, vales andinos, montanhas e rios, após algumas horas, é realizada a primeira parada em Miscay.

Haverá almoço e descanso para retomar o fôlego por cerca de 1 hora e meia, reiniciando o caminho até o primeiro acampamento em Wuayllabamba. Nesta parada, é possível realizar uma visita guiada no complexo arqueológico de Llactapata, ruínas em terras planas, com edifícios e santuários.

Blog Viagens Machu Picchu_Trilha Inca_Ruinas_Llactapata
Ruínas de Llactapata

 

2º dia: Wuayllabamba – Pacaymayo

Prontos para o segundo dia de aventuras, esse será o caminho um tanto mais difícil devido a uma subida de 1100 metros, indo até o pico mais alto da trilha, o Warmiwañusca. Esse pico fica a 4200 metros de altitude, de onde é possível avistar cordilheiras e montes nevados em uma belíssima paisagem.

Blog Viagens Machu Picchu | Pico Warmiwañusca
Pico Warmiwañusca

Traduzindo, Warmiwañusca significa “mulher morta”, e após breve período para contemplação e registro de fotos, segue-se viagem rumando o segundo acampamento, às margens do Rio Pacaymayo. No Vale de Pacaymayo é possível visitar as ruínas e um pequeno monumento de Pacaymayo.

Trilha Inca_Vale_de_Pacaymayo
Vale de Pacaymayo

 

3º dia: Pacaymayo – Wiñayhuayna

Esse é o dia de caminhada mais longa passando por três lugares interessantes. O trajeto leva primeiro, ao complexo arqueológico de Runkuraqay, interessante local com lagoas, onde descansavam dos Incas.

Seguindo trilha abaixo, chega-se às ruínas de Sayacmarca com ruas estreitas, recintos, pátios e canais de irrigação. Mais adiante pela florestas, chega-se a Phuyupatamarca, ruínas onde eram a moradia de nobres Incas com muitas construções como casas, edifícios, fontes litúrgicas, escadarias, terraços, praças e até cavernas.

Blog Viagens Mchu Picchu_Trilha Inca_Ruinas_Sayacmarca
Ruínas Sayacmarca

O fim desse dia é no acampamento de Wiñaywayna, local com monumento e recintos distribuídos entre torres, fontes litúrgicas e plataformas agrícolas.

 

4º dia: Wiñaywayna – Machu Picchu

Blog Viagens Machu Picchu | Wiñaywayna
Wiñaywayna, Trilha Inca

O último dia leva você ao lugar mais esperado da trilha, com uma caminhada que começa bem cedo, onde será possível contemplar o nascer do sol, em Inti Punku, a 2700 metros de altitude.

Esse é mais um sítio arqueológico, que traduzindo seu nome, significa “Porta do Sol”, de onde também já é possível avistar toda a beleza das montanhas sagradas de Machu Picchu.

E então, caminhando o trecho final da trilha, chega-se à cidadela sagrada dos Incas, tão famosa por seu relevo e porte rochoso: Machu Picchu. Após observação é conhecimento do local, segue-se viagem de ônibus até Águas Calientes, e então retorno a Cuzco com o mesmo transporte.

Essa é uma trilha para fazer aproveitando cada lugar, cada momento, cada paisagem. É uma aventura incrível e singular que irá encantar você.

principais atrações e puntos turisticos em Cusco

Deixe uma resposta