Mercado de Pisac, famoso pela cultura e variedade artesanal

A exuberância natural do Valle Sagrado no Peru é um dos patrimônios mais valiosos do nosso planeta, herança geográfica de diversas civilizações, não apenas Incas, em milhares de anos arquitetando tamanha perfeição.

Ir a Cusco também é sinônimo de conhecer a vasta região do vale, passeio obrigatório para entender como era o estilo de vida Inca, suas belezas, suas artes, suas tradições, sua engenharia e arquitetura, sua história e sua cultura.

Por toda essa localidade, a quantidade de povoados e cidadelas é imensa, muitos ainda inexplorados de tão remotos, mas que guardam espaços arqueológicos que formam os cenários mais famoso do território peruano.

Um desses lugares é Pisac, local onde inicialmente, na era incaica, foi uma das principais fontes de produção agrícola da época. Ainda hoje, é um solo bastante rico e fértil, importante para a produção do famoso milho peruano, da quinoa, da batata e outros.

Hoje, suas ruínas são importantes conservações expostas para visitação, com vistas para os primorosos terraços escalonados, construídos dessa maneira para formar microclimas, com filtragem e ventilação perfeitas, para cultivar plantações de melhores qualidades.

Mercado de Pisac

Mantendo-se hoje como uma cidade colonial que fica a apenas 33 quilômetros de Cusco, é um povoado bastante tradicional que atrai muitos turistas à sua Plaza Mayor, lugar onde acontece o mercado mais conhecido de todo o Valle.

O mercado acontece todas as terças, quintas e domingos, deixando toda a praça muito colorida com a exposição dos produtos, em sua maioria artesanais e típicos peruanos. Antigamente, era uma feira realizada para a troca de produtos entre os povoados do vale, hoje vendem produtos agrícolas, artesanatos, vestimentas, objetos em prata e até animais para visitantes de várias partes do mundo.

Este lugar é perfeito para comprar lembrancinhas e souvenirs por bons valores, podendo ainda pechinchar. São artigos variados, típicos da cultura Inca, herança cultural da região, assim como da cultura atual peruana.

A praça se enche de barracas, com corredores para a fácil circulação de pessoas, onde os vendedores expõem seus artefatos como roupas feitas em lã de camelídeos típicos da região dos Andes, como por exemplo blusas, calças, chapéus, calçados, bolsas, malas e outros. Tem ainda, em tecidos diversos, tapeçaria de qualidade e coloridas, ricas em detalhes artesanais.

Também você encontra bijuterias e jóias, como brincos, colares, pulseiras e anéis, além de artigos em prata e em cerâmica como objetos de cozinha, pratos, cumbucas, xícaras; e enfeites diversos.

Existe na feira uma parte reservada apenas para a venda de alimentos, variando entre frutas, verduras, legumes, alguns, orgânicos, cultivados em todo o vale. Batatas, pimentas, milho, frutas secas, doces e muitos outros produtos naturais são encontrados para degustar na hora, ou levar para casa.

Como você pôde ver, esse mercado é farto e variado, podendo adquirir produtos típicos e coloridos peruanos, só encontrado lá. Vale a pechincha e a compra!

Como chegar no mercado de Pisac?

Este é um tour que deve estar incluído em seu roteiro idealizado pela sua agência, quando estiver passeando pelo Valle Sagrado. Assim, será a oportunidade de conhecer outros fantásticos lugares do Valle.

Mas caso esteja viajando por conta própria, a partir de Cusco, pode-se contratar um táxi que o leve até a cidade de Pisac, ou pode-se utilizar os transportes de excursões dos hotéis ou agências da cidade, ou ainda utilizar os ônibus e vans disponíveis que saem todos os dias de Cusco, com destino ao mercado de Pisac, apenas se atentando com os horários de retorno quando chegar lá.

Toda a variedade artesanal do mercado é uma excelente oportunidade de conhecer a moda, o estilo, a gastronomia, a arte e a cultural tão marcante dessas terras.

Deixe uma resposta