Moray, um lugar mágico!

Moray, um lugar mágico!

Características e famosas plataformas concêntricas, o Complexo Arqueológico de Moray apresenta perfeita assimetria entre um terraço e outro. É realmente uma visão maravilhosa, observada de cima (ou de baixo), um lugar entre tantas das belezas que o Vale Sagrado dos Incas presenteia nosso planeta.

Visitar esse singular e engenhoso projeto Inca faz parte dos passeios realizados pelo místico Vale Sagrado, outro solo que emana boas energias no Peru. Esse sítio fica a 3.800 metros de altitude, por isso, um passeio lá, demanda certa aclimatação quando estiver em Cusco, aliás, cidade que fica a cerca de 50 quilômetros.

Moray está localizado no município de Maras, onde também ficam as afamadas salineiras, outro complexo construído pelos Incas, onde há extração de sal até hoje. Inclusive, esse sal abastece boa parte do território peruano, também sendo exportado.

Confira nossas opções de roteiros e tours em Cusco

Geografia e estrutura

 Moray, um lugar mágico!

 

 

 

 

Um imenso complexo de ruínas, com três conjuntos de terraços diferentes. No maior deles, são 12 terraços sobrepostos de forma circular, com profundidade de 100 metros. Foram projetados e construídos sobre muros de pedras, com terra fértil e irrigada por um sistema próprio de águas captadas das chuvas.

Pesquisadores dizem que eram feitas experimentações do cultivo de sementes e plantações variadas, para conhecimento de qual plataforma produzia melhor cada tipo de alimento. Isso foi identificado pelo fato de que, em cada terraço existir um microclima diferente, sempre com temperaturas que variam para mais ou para menos, em 1 °C. Essa diferença determina as melhores condições para o cultivo da diferenciada agricultura andina, tornando a produção mais qualificada.

A estada em Moray

Ainda que necessite de boa aclimatação, é possível chegar ao terraço base para perceber sua grandiosidade, beleza e o dinâmico clima, considerando a plataforma central, a mais quente e úmida, com cerca de 20 °C, enquanto na primeira chega-se no máximo a 15 °C.

 Moray, um lugar mágico!

É ao realizar essa caminhada (descida), que o viajante compreende os motivos de sua projeção nesse formato. Pode-se fazê-la dando a volta em cada plataforma, observando detalhes dessa impressionante construção por entre montanhas, até chegar ao último terraço. Ou, pode usar um caminho alternativo, menor, por escadas entre os terraços.

O passeio é fantástico das duas maneiras, lembrando quanto a necessidade da boa aclimatação, bebendo bastante água, se alimentando levemente, sem esquecer do chá de coca.

 Moray, um lugar mágico!

Origem do nome – Mais uma palavra vinda da remota língua quechua, esse planalto recebeu o nome Moray, mas não se sabe ao certo o motivo. Há quem diga que veio da colheita de milho, um dos mais famosos vegetais produzidos no Peru, por sua nomenclatura “aymoray”. Porém, ainda há a possibilidade de significar em português, “círculos”, o que faz mais sentido!

Tradição e costumes – Um tradicional festejo acontece nesse complexo entre os meses de setembro e outubro, todos os anos: a folclórica Festa de Moray, o Moray Raymi. Esse costume é realizado pelos povoados mais próximos do sítio arqueológico, para celebrar a boa terra, produção e colheitas deste solo tão fértil. A festividade é o momento de comemorar com muita comida, músicas e danças típicas.

O tour pelo Sítio Arqueológico de Moray pode ser realizado todos os dias da semana, entre 7h e 17h, horário em que o complexo fica aberto para visitantes. A Viagens Machu Picchu tem pacotes especiais que incluem a visitação a esse lugar mágico!

Viagens Machu Picchu atualmente e única operadora especializado 100% no público brasileiro.
Confira nosso material completo na Montanha Colorida do Peru

 

Deixe uma resposta