10 motivos para voltar à Machu Picchu

Entre tantos países, daqueles que são mais acolhedores, cheios de alegria e de energia positiva o Peru é um deles, um destino que ao visitar, temos vontade de retornar por esses e outros tantos motivos.

O Peru tem vasta riqueza natural, urbana, artística, cultural, histórica, arquitetônica e gastronômica que enchem aos olhos de quem o visita. Mergulhar nessa abundância de cenários peruanos, é descobrir inúmeras maravilhas que ficarão guardadas na memória como experiências únicas.

E Machu Picchu é a principal dessas experiências…

A velha montanha de Machu Picchu é a “pedra preciosa” dos peruanos, um santuário de energia, cultura e história localizada a 2.400 metros de altitude, no topo de uma das montanhas da cordilheira andina. Foi construída por volta do século XV servindo de local de moradia e religiosidade da civilização Inca até a conquista dos espanhóis sobre eles, e assim abandonada. Em 1911 foi redescoberta por um historiador americano chamado Hiram Bingham, tornando o lugar um sucesso de visitação como o é hoje.

Engenhosos que eram os Incas, construíram as residências, praças, recintos e templos em pedras perfeitamente encaixadas, que resistem ao tempo e são um exemplo para muitos arquitetos e engenheiros na atualidade.

Diante de raridades como a cidadela antiga dos Incas, o Peru é, não apenas um dos destinos mais visitados do mundo, mas um dos lugares onde as pessoas mais retornam por sua beleza emocionante. E você quer saber as razões disso ocorrer?

Nós listamos aqui, 10 motivos para você se apaixonar e voltar a visitar Machu Picchu e o Peru:

#1 – Acesso fácil

Brasil e Peru são países vizinhos e com fácil circulação entre um e outro, sendo necessário apresentar apenas um documento de identificação com foto, no caso o RG original, com emissão inferior a 10 anos e bem conservado. Também é possível apresentar passaporte com validade mínima de 6 meses da data de saída do Brasil, caso o viajante o tenha.

#2 – Gastronomia mundialmente conhecida

Lima, a capital peruana, também é considerada a Capital Gastronômica da América Latina, uma das cidades para degustar a deliciosa e renomada culinária peruana. Conhecida mundialmente, e com alguns restaurantes considerados entre os 50 melhores do mundo, essa rica cozinha tem heranças de várias culturas passando pela espanhola, italiana e até oriental.

Tanto em Lima como em Cusco, ou em qualquer outra cidade do Peru será possível saborear as delícias de chefs famosos; e apenas para citar alguns pratos, o lomo saltado e o ceviche são os mais apreciados, tanto por peruanos, como por estrangeiros.

#3 – Natureza marcante

No Peru a natureza é extremamente viva! Lá é possível contemplar paisagens montanhosas, selvas e florestas corpulentas, lagos e rios caudalosos, picos nevados, desertos muito áridos, praias belíssimas e animais característicos.

Um exemplo dessa riquíssima natureza, é o Vale Sagrado dos Incas, uma vasta área onde é possível encontrar muitos dos itens que citamos: montanhas, rios, florestas e neve; sem esquecer dos povoados típicos e da grandiosidade dos complexos e sítios arqueológicos como Moray, Ollantaytambo, Pisac, Chinchero e tantos outros.

#4 – Aventuras peruanas

Desafios venturosos são os atrativos mais buscados pelos amantes de aventuras. É um destino que apresenta inúmeras formas de enfrentar trekkings, escaladas, cavalgadas, passeios de bike, canoagem, passeios de buggy em dunas e muito mais.

As principais aventuras no Peru são realizadas nas trilhas como: a Trilha Inca, considerada a mais famosa do mundo; a Trilha Salkantay, a Trilha para a Montanha Sete Cores e as trilhas realizadas no Parque Nacional Huascarán, em Huaraz.

#5 – Lago Titicaca

Este lago fica próximo à cidade de Puno, a cerca de 3.800 metros de altitude, por isso é o lago navegável mais alto do mundo. Passeios de barcos feitos de totora levam os visitantes até as Ilhas Uros, ilhas flutuantes também feitas em totora para conhecerem a cultura do povo pré-Inca, os Uros.

Porém, o Titicaca tem muitos outros atrativos, considerando sua imensidão e beleza natural rara. Outras Ilhas como a Amantani e a Taquile, duas ilhas naturais, é onde sua população permite que seja realizado um turismo vivencial. É quando os turistas podem se hospedar nas casas dos moradores, conhecer seus costumes, culinária, cultura e vestimentas.

#6 – Viagem de Trem

Viajar de trem traz uma das mais gostosas sensações. A viagem entre Cusco e Águas Calientes é realizada de trem, e é uma das mais graciosas viagens que um turista pode fazer, uma vez que a paisagem ao redor é extremamente exuberante.

Os trens podem ser das linhas Peru Rail ou Inca Rail, com categorias desde as mais simples, passando pelas confortáveis e até as luxuosas opções. Geralmente os trens têm amplas janelas e/ou teto com vista panorâmica para que o viajante possa admirar a belíssima paisagem natural ao longo do trajeto.

#7 – Linhas de Nazca

Essas linhas são curiosas por se tratar de figuras feitas há milhares de anos por civilizações que antecederam os Incas. O Macaco, a Aranha e o Pássaro são os desenhos que mais chamam atenção e podem ser vistas de duas maneiras: por uma plataforma à beira da estrada para Nazca, ou por vôo de avião com duração de 30 a 45 minutos.

#8 – Subir Huayna Picchu

Como dissemos, o Peru instiga à aventura, e aproveitando que vai visitar Machu Picchu, muitos viajantes realizam a trilha de subida para Huayna Picchu, a montanha menor do complexo de Machu Picchu. Fazer esse trekking oferece a oportunidade de contemplar a região sob um ponto de vista diferenciado.

A subida tem nível moderado por caminhos bastante estreitos e íngremes, levando cerca de 2h30 para subir e descer. Mas, a jornada é fantástica se o turista desfrutar da beleza selvagem que há no caminho. Chegar ao topo da Huayna Picchu também passa bastante satisfação e chance de observar belíssima natureza ao redor.

#9 – Choquequirao – a montanha irmã de Machu Picchu

De tão parecida com Machu Picchu, a montanha Choquequirao é considerada sua “irmã”. Dela é possível obter deslumbrante paisagem, assim como em Machu Picchu, porém de maneira mais tranquila uma vez que esta ainda atrai poucos turistas. Ali também há construções em pedra, à uma altitude de mais de 3000 metros, encontrando praças, recintos, templos e enormes muros.

Chegar ao topo é necessário caminhar por uma trilha também desafiadora, passando por paisagens que atravessam cânions, vales, florestas e montanhas, com possibilidade de avistar o famoso pico nevado Salkantay. Uma vez no topo, desfrute do seu tempo para também sentir sua energia mística.

#10 – A energia mística de Machu Picchu

O território peruano todo emite uma energia vital bastante curiosa. À era Inca, o santuário de Machu Picchu era um centro urbano mas também religioso, uma vez que lá existem alguns templos e lugares de veneração. Os Incas chamavam as montanhas de Apus, acreditando serem seres sagrados pela sua beleza e grandiosidade, e por isso, eram consideradas divinizadas.

Principalmente em Machu Picchu, essa potência é sentida até mesmo aos que não são muito sensíveis, este é um lugar onde a energia se acumula, e uma vez lá, será inevitável gozar dessa experiência. Em alguns lugares é mais fácil sentir essa força misteriosa como nos Templos, na Rocha Sagrada e no Relógio Solar.

Por isso e pelos tantos outros motivos citados neste artigo, envolvidos pelas beleza e força vital peruana que provém desse território, ajudam aos visitantes a recarregar suas vivacidades e se apaixonar pelo Peru.

Deixe uma resposta