Aventura nos Andes: Conheça 3 Trilhas para Machu Picchu!

Qual é o seu perfil de viajante? Que estilo de turismo você prefere? Você é daqueles que deixa de lado o luxo e o conforto em troca de uma boa aventura, de muito contato com a natureza e de uma experiência única e intensa? Então precisa ler este post até o final!
Temos mais uma pergunta para você: quando você pensa em Machu Picchu, como sonha em chegar até a cidadela perdida dos Incas? Se a resposta for de trilha, a pé, acampando e se aventurando em meio aos andes peruanos, este é mais um motivo para continuar lendo esta matéria. Afinal, separamos aqui as principais caminhadas para chegar em Machu Picchu. Vamos te passar informações e dicas importantes sobre 3 trekkings incríveis que todo aventureiro deveria fazer alguma vez na vida. A famosa Trilha Inca, bastante conhecida e procurada, está na lista. Mas você também vai conhecer rotas alternativas para Machu Picchu, em trilhas igualmente bonitas e que também vão te contatar com a cultura e a história inca. Além de te desafiar a viver dias de imersão na natureza, passando por cenários extremos, que farão você se superar a cada passo. Está preparado? Então vamos as trilhas!

COMO CHEGAR MACHU PICCHU

Você deve estar se perguntando quais as formas de chegar em Machu Picchu. Em resumo, existem duas principais maneiras: fazendo a viagem de trem, que normalmente sai de Cusco ou do Vale Sagrado dos Incas e termina em Aguas Calientes, de onde é preciso pegar um ônibus para chegar até as ruínas históricas – este é o jeito mais rápido e confortável de fazer o trajeto, a maioria dos turistas opta por este meio. Ou também é possível percorrer os vales e montanhas a pé até chegar em Machu Picchu – um trajeto longo e por vezes cansativo, mas muito recompensador, que te tira da zona de conforto e te leva para lugares onde a maioria dos visitantes não chegam. Quem pegar o trem para Machu Picchu consegue fazer a viagem toda em um único dia ou ainda fazer um pernoite em Aguas Calientes e aproveitar a infraestrutura deste pequeno e simpático povoado. Já quem escolhe os trekkings, leva de 2 a 5 dias caminhando até chegar no destino final, dependendo da trilha desejada.

PRINCIPAIS TRILHAS PARA MACHU PICCHU:

Bom, sem nos estender muito, vamos as 3 principais caminhadas para chegar na cidadela:

1. Trilha Inca: vamos começar pela mais famosa e concorrida, a Trilha Inca. Antes de tudo, você precisa saber que existem duas opções para quem quer percorrer os mesmos caminhos que a antiga civilização inca percorria: a Trilha Inca Clássica e a Trilha Inca Curta.
A Clássica, como o nome já diz, é a caminhada clássica, já bastante tradicional. Ela é realizada em 4 dias e 3 noites, sendo que todos os pernoites são feitos em acampamentos com pouca estrutura, dormindo em barracas. Ela se inicia em Cusco e termina na cidadela de Machu Picchu. O retorno é feito de trem. Nestes 4 dias os trilheiros vão percorrer cerca de 42 quilômetros no total. Já a Trilha Inca Curta, a segunda opção, é ideal para aqueles viajantes que querem ter a experiência do trekking, mas não dispõem de muitos dias de viagem ou acham que não conseguem fazer os 4 dias da trilha clássica. Esta opção tem início na metade da trilha normal, ou seja, são apenas 2 dias e um pernoite em acampamento. O retorno também é feito de trem. Algumas perguntas sobre a Trilha Inca são bastante comuns, como por exemplo, se existe chuveiro nos acampamentos, tomadas, banheiros, entre outras. Por isso nós fizemos um documento com todas essas informações que está sua disposição no nosso site. Para conferir, acesse “Recomendações para a Trilha Inca”. Caso deseje fazer este trekking, você precisa estar atento a algumas informações básicas: a Trilha Inca está fechada em fevereiro, época com maiores chances de chuvas, para manutenção e reparação do caminho, durante o restante do ano ela está aberta e recebendo turistas normalmente. Não é permitido fazer este trajeto por conta própria, só garante a sua vaga quem estiver acompanhado de um guia especializado e de uma equipe preparada, por isso é importante contratar uma agência segura e recomendada. As vagas para Trilha Inca são limitadas por dia e esgotam com bastante rapidez, por isso recomenda-se que você reserve o seu lugar com uma antecedência de 3 a 6 meses.

2. Trilha Salkantay: esta é a segunda trilha mais conhecida e procurada do país para chegar em Machu Picchu. Ela tem duração de 5 dias e 4 noites, sendo que 3 pernoites são em acampamentos, também com pouca estrutura, e um pernoite é no hotel em Aguas Calientes, o pequeno povoado que está aos pés de Machu Picchu. Durante a caminhada o viajante passará por povoados remotos, tendo a experiência de ver de perto a cultura e o dia a dia dos povos andinos, além disso, tem a chance de observar a fauna e flora peruana característica desta região. Mas, o ponto alto do trajeto, sem dúvidas, é a proximidade com o Nevado Salkantay, a montanha mais alta do Peru, com mais de 6.200 metros de altitude. Outra atração imperdível da trilha, e que poucas pessoas têm conhecimento, é que ela passa pela incrível Laguna Humantay, que está a 4.270 metros acima do nível do mar, e também é conhecida como a Lagoa Azul Peruana, devido a cor indescritível da água. Ela é formada pelo desgelo das montanhas e ajuda a compor um cenário surreal, que não parece de verdade. Apesar de ser um trajeto bastante desafiador, com dificuldade média/alta, este é, sem dúvidas, um dos trekkings mais bonitos do Peru. Uma atração imperdível para quem visita o país. Para saber mais sobre a Trilha Salkantay, leia sobre a experiência completa no nosso blog. Também temos pacotes de viagem para o Peru que incluem este trekking, acessando nosso site você vê o dia a dia da trilha, os lugares por onde passa, os valores e tudo que está incluso.

3. Trilha Lares: esta opção de trilha para Machu Picchu ainda é pouco conhecida e explorada. Das 3 que descrevemos, esta é a única que, provavelmente você não tem conhecimento. Mas fique tranquilo, que vamos tirar todas as suas dúvidas sobre ela também. E já adiantamos: ela é igualmente bonita e também renderá momentos inesquecíveis em terras peruanas. Com aproximadamente 43 quilômetros no total, a Trilha Lares dura 4 dias e 3 noites, sendo 2 noites em acampamento, dormindo em barracas e 1 noite em hotel em Aguas Calientes. Seu ponto inicial é a cidade de Cusco e seu destino final é cidadela de Machu Picchu. Durante o trajeto você passará por vales, montanhas nevadas, rios e lagoas de água cristalina, além disso, cruzará por povoados andinos, observará a fauna e flora nativas e vai se surpreender com os andes peruanos. Você sairá de 200 metros de altitude, chegando ao ponto mais alto, acima de 4640 metros acima do nível do mar. Para todas estas trilhas é importante ter um período de aclimatação antes da caminhada, passando um ou dias em Cusco, para evitar o mal da altitude, bastante comum para quem não está acostumado as condições da região. Para ver o roteiro de viagem para o Peru, que inclui a Trilha Lares, acesse nosso site, lá você pode ver tudo que oferecemos, quais são os serviços inclusos, os valores e demais informações. Não deixe de entrar em contato com a nossa equipe caso tenha alguma dúvida ou deseje reservar este pacote.
Também não deixe de ler mais sobre esta incrível experiência no nosso blog, onde contamos tudo sobre a Trilha Lares.

Outras trilhas imperdíveis no Peru:

Que tal aproveitar a sua viagem para o Peru e conhecer outros lugares maravilhosos, de beleza natural sem igual, que o país tem a oferecer. Como dica extra, vamos te mostrar dois destinos que você precisa conhecer por aqui: a Montanha Colorida e a região de Huaraz.
A Trilha da Montanha Colorida do Peru (também conhecida como Montanha Vinicunca, Montanha Arco-íris, Montanha 7 cores ou ainda, Raibow Montain) vem sendo bastante procurada nos últimos anos, também não é para menos, pois poucos lugares no mundo se comparam a ela. O tour tem início na cidade de Cusco e dura o dia todo. A caminhada até o topo leva aproximadamente 3 horas, em um trajeto de dificuldade média/alta, que exige um bom preparo físico de quem está se aventurando. Além disso, prepare-se para enfrentar grandes altitudes, no topo, por exemplo, você estará a quase 6 mil metros acima do nível do mar. Por isso é recomendado que esta trilha seja feita nos últimos dias de viagem, assim seu corpo já estará mais acostumado e aclimatado. O que a torna tão especial são as suas colorações, uma transformação que começou há milhares de anos, e que tem origem dos minerais e outras substâncias encontradas no solo. Temos certeza que este passeio vai surpreender você.

Já na região de Huaraz, também chamada de “Suíça Peruana”, você encontrará diversas opções de trilhas. Ali estão montanhas nevadas, lagoas, glaciares, vales e muito mais. É um destino para quem ama a natureza e gosta de estar em contato com ela. Huaraz está localizada a aproximadamente 8 horas de carro de Lima, está situada na parte chamada de “Cordilheira Branca”, a cordilheira tropical mais alta do mundo, estando a mais de 3 mil metros de altitude. As principais atrações são: Laguna Parón, Callejón de Huaylas, Nevado Pastoruri, Laguna 69, entre outras. Por tantas atividades, recomenda-se que o turista reserve de 3 a 4 dias na cidade.

E aí, gostou das nossas dicas e recomendações? Esperamos que sim! Estas são apenas algumas das infinitas atrações turísticas do Peru. Esperamos você para visitar este país tão rico em cultura, história e belezas naturais. Temos certeza que você irá amar e se surpreender.
Para reservar seu pacote ou montar um roteiro de viagem para Machu Picchu personalizado, entre em contato com nosso time de especialistas. Estamos sempre a sua disposição.
Continue lendo nosso blog para mais informações, dicas e curiosidades sobre o Peru.

Deixe uma resposta