Ilhas Flutuantes do Lago Titicaca: Veja as Principais Atrações!

O Lago Titicaca é uma das principais atrações turísticas do Peru. Está localizado na cidade de Puno, fazendo divisa com a Bolívia e impressiona não apenas pela sua beleza natural, mas também por ser o lago navegável mais alto do mundo, estando a quase 4 mil metros acima do nível do mar, e por seu tamanho e imensidão, ocupando uma área de aproximadamente 8.300 km², e em alguns trechos pode chegar a ter 274 metros de profundidade. Demais, não é?! Outro fato que surpreende os turistas é como a cultura ancestral peruana ainda é mantida na região. Desde os trajes utilizados pela população local, a língua falada, a culinária, as técnicas de confecção de roupa e artesanato, entre tantas outras coisas, foram passadas de geração em geração, sobrevivendo até os dias atuais. Por este e outros motivos que a cidade de Puno foi reconhecida como a Capital do Folclore no país. Enfim, agora que você já conhece um pouquinho mais do incrível Lago Titicaca, neste post vamos te apresentar também as principais atrações para quem o visita: as famosas ilhas flutuantes. Já ouviu falar delas? Tem curiosidade de saber o que o tour reserva aos visitantes? Quer saber como chegar até elas? Então continue lendo que vamos explicar isto e muito mais. Temos certeza que esta matéria vai ser útil no seu planejamento de viagem para o Peru e também fará com que você inclua o Lago Titicaca no seu roteiro pelo país.

As Ilhas Flutuantes do Lago Titicaca

Estas ilhas flutuantes, chamadas Uros, são também artificiais, ou seja, foram construídas pela população utilizando um material bastante comum na região chamado junco ou totora e precisam sofrer manutenções constantemente. A técnica para utilização deste material na “fabricação” das ilhas é bastante antiga, sendo transmitidas dos mais velhos aos mais novos, mantendo os costumes e o estilo de vida dos antepassados. A histórica conta que estas ilhas começaram a ser feitas antes da época pré-colombiana, pensadas como uma forma de proteção e segurança dos habitantes, uma vez que ficavam longe das margens dos lagos e, consequentemente, eram mais difíceis dos inimigos acessá-las. Outra curiosidade sobre as ilhas flutuantes do Lago Titicaca, que ao todo são quase 50 delas, é que cada uma possui o seu próprio “sistema político”: cada ilha pertence a uma família, sendo que seu patriarca é quem coordena a ilha, sendo responsável pela segurança dos integrantes da comunidade e pela organização interna. Quem visitar o Lago Titicaca com certeza fará um tour pelas suas ilhas, em embarcações muitas vezes feitas do mesmo material, totora, e pode até pernoitar em uma delas, conhecendo mais de perto os costumes e o dia-a-dia de quem mora na imensidão do lago. Por isso preparamos a seguir algumas informações importantes sobre as principais ilhas. Olha só:

• Ilha Taquille: esta talvez seja a ilha mais famosa e visitada de todo o lago. Aqui é possível ter uma vista privilegiada do lago, mas para isso é preciso ter fôlego e subir cerca de 560 degraus. Mas garantimos que o esforço vale a pena. Outra curiosidade é que os habitantes de Taquille ainda falam a língua Quechua e seu sistema econômico ainda é baseado no escambo. Eles sobrevivem da pesca, da agricultura, tecelagem, artesanato típico peruano, e claro, hoje em dia, o turismo também trouxe mais renda e oportunidades para as famílias locais.

• Ilha Amantani: esta é uma das atrações do Lago Titicaca que não pode ficar de fora do seu roteiro de viagem. Além de ser muito bonita e guardar os costumes e tradições das antigas civilizações, este lugar também é conhecido pela simpatia e hospitalidade dos moradores locais, que recebem os turistas sempre com alegria. Por este motivo e por sua incrível energia, que difere das outras, que esta ilha passou a ser conhecida como “Ilha do Amor” .Aqui é possível conhecer templos como o Pachatata e Pachamama e também se hospedar nas casas das famílias locais e viver uma experiência única de imersão na cultura peruana. O dialeto falado por aqui é o Quéchua e a produção têxtil e de cerâmicas já se tornaram símbolos da região, portanto este é um ótimo lugar para comprar lembranças da viagem.

Como chegar no Lago Titicaca e nas Ilhas Flutuantes?

Não tem voo direto do Brasil para a cidade de Puno. Então, a maneira mais tradicional de chegar a cidade é sair de Cusco e ir de carro, pela conhecida Rota do Sol. O trajeto de Cusco até Puno é longo, levando aproximadamente 10 horas. Mas, contratando uma agência de viagem especializada, como a Viagens Machu Picchu, a viagem se torna muito mais interessante e atrativa, uma vez que são feitas paradas estratégicas durante o percurso para conhecer diversas atrações turísticas pelo caminho. Quem contrata um dos nossos pacotes de viagem para o Lago Titicaca, contrata também guias, traslados e diversas outras comodidades. Ou seja, viaja sem se preocupar com nada e com muito conforto, tendo tempo para aproveitar cada minuto.

Pacote de viagem para o Peru e Lago Titicaca

Ficou com vontade de desbravar os encantos do Lago Titicaca, então dá uma olhada neste roteiro de viagem de 7 dias no Peru, passando por Cusco e as principais atrações da região, como o Vale Sagrado dos Incas e Machu Picchu e, claro, finalizando o passeio no lago navegável mais alto do mundo. Veja o roteiro:
DIA 1: Chegada em Cusco e traslado ao hotel.
DIA 2: City Tour Arqueológico em Cusco.
DIA 3: Vale Sagrado dos Incas e Aguas Calientes.
DIA 4: Tour em Machu Picchu guiado em português.
DIA 5: Tour Rota do Sol (Cusco – Puno).
DIA 6: Passeio pelo Lago Titicaca e llhas Flutuantes de Uros.
DIA 7: Traslado do hotel ao aeroporto de Juliaca.

E aí, já imaginou que sonho fazer este roteiro? Ele está ao seu alcance e ainda pode ser personalizado, incluindo passeios adicionais. Para reserva-lo é só entrar em contato com a nossa equipe especializada. Para ver este roteiro completo, tudo que inclui, um descritivo de todos os dias e os valores, acesse nosso site. Para continuar lendo sobre dicas e informações importantes para viajar para o Peru, tem tudo que você precisa saber no nosso blog.

Deixe uma resposta