Dica de Viagem: Como se Preparar Para as Grandes Altitudes do Peru?

Quem está se preparando para viajar para o Peru com certeza já ouviu falar ou leu em algum lugar sobre o mal da altitude. Isso porque algumas das principais atrações turísticas do país se encontram na região dos andes, em altitudes mais elevadas. Mas afinal, o que é o mal da altitude? Como preparar o corpo para essas condições? Fique atento e continue lendo que hoje vamos esclarecer estas e outras dúvidas sobre o assunto. Vamos lá?

Qual a altitude de Machu Picchu e outras atrações no Peru?

Antes das dicas, vamos ver quais são os lugares com altitudes mais elevadas do país? Assim você saberá em quais destinos deverá tomar mais cuidados em relação a isto. Olha só:

Machu Picchu: está a 2.430 metros acima do nível do mar.

Cidade de Cusco: está a 3.400 metros acima do nível do mar.

Cidade de Arequipa: está a 2.335 metros acima do nível do mar.

Cidade de Huaraz: está a 3.052 metros acima do nível do mar.

Lago Titicaca: está a 3.812 metros acima do nível do mar.

Montanha Colorida: está a 5.200 metros acima do nível do mar.

Laguna Humantay: está a 4.630 metros acima do nível do mar.

Vale Sagrado dos Incas: está 2.900 metros acima do nível do mar.

O que é o mal da altitude?

De forma bem resumida: o mal da altitude, ou Soroche, como também é conhecido, é um mal-estar que pode acometer algumas pessoas que se encontram a mais de 2 metros de altitude e não estão acostumadas com estas condições, pois o ar começa a ficar rarefeito, diminuindo o nível de oxigênio, causando certos incômodos para o organismo.

Quais são os sintomas do mal da altitude?

Primeiramente é necessário dizer que não são todos os visitantes que sentem os sintomas, pois isto varia de acordo com cada organismo, portanto cada pessoa reagirá de um jeito a situação, inclusive, muitos turistas não sentem nada. Enfim, os sintomas mais comuns são: enjoos, falta de ar, dor de cabeça, cansaço, tonturas, perda de fôlego mesmo com pouco esforço. Na maioria dos casos, os sintomas costumam ser bem leves e passar de maneira rápida. Mesmo assim, a recomendação é ter alguns cuidados especiais para evitar o Soroche.

Dicas importantes para evitar o mal da altitude no Peru:

  • Roteiro de viagem: de preferência, programe seu roteiro deixando os lugares com mais altitude para os últimos dias, para que a aclimatação do corpo seja feita aos poucos.
  • Descanso: normalmente os sintomas costumam aparecer quando os visitantes chegam a Cusco, por isso quando estivar na cidade, reserve um tempo para descansar e fazer atividades leves, como caminhadas pelas ruas e atrações.
  • Hidrate-se: não esqueça de carregar uma garrafa de águas para todos os lugares, a hidratação do corpo é importante sempre, inclusive neste caso.
  • Alimentação: não esqueça de cuidar da alimentação preferindo alimentos leves nos primeiros dias, para evitar maiores problemas. Deixe para experimentar os pratos típicos mais deliciosos quando já estiver 100% aclimatado e acostumado as condições locais.
  • Chá de coca e remédios: em Cusco, em quase todos os lugares é possível encontrar as famosas folhas de coca, que podem mascadas ou então utilizadas na preparação do chá. A coca é excelente para evitar ou minimizar os sintomas. Além disso, nas farmácias do país é possível encontrar o Soroche Pills, um remédio em pílulas, feitos especificamente para quem estiver com sintomas mais fortes.

Se o seu roteiro inclui alguma atividade física nesta região, seja caminhada ou qualquer outra coisa, vale lembrar o nível de dificuldade costuma aumentar para quem não está aclimatado. O ideal neste caso é se preparar antecipadamente, mantendo condicionamento físico em dia. Normalmente os próprios hotéis disponibilizam chá de coca na recepção e em muitos casos os quartos são equipados com um sistema de oxigênio, que pode ser utilizado pelos hóspedes em casos mais extremos. O seguro viagem também é um item que sempre deve ser levado em consideração. Contratando este serviço você poderá evitar problemas futuros e viajar com mais tranquilidade. Além disso tudo, converse com seu agente de viagem antes de embarcar, o time de especialistas da Viagens Machu Picchu tem inúmeras dicas e informações para que suas experiências em terras peruanas sejam ainda melhores. Não deixe de ler no nosso blog outras informações relacionadas. Nossas dicas de matéria são: 7 dicas indispensáveis para fazer trilhas no Peru e 6 Aplicativos de viagem que vão te ajudar desde o planejamento até a volta para casa. Para ver todos os nossos pacotes de viagem incluindo os melhores destinos no Peru, acesse o site. Lá temos inúmeros roteiros já montados, para todos os gostos e estilos de viajantes e ainda podemos montar uma viagem completamente personalizada, atendendo as expectativas e desejos de cada cliente.

ATENÇÃO:  em tempos de COVID-19, nós, da Viagens Machu Picchu, não incentivamos a viagem até que seja seguro fazê-la, pois colocamos a saúde e segurança dos nossos clientes em primeiro lugar sempre. Mas, pedimos que antes de cancelar, pense em primeiro REMARCAR sua viagem, tendo em vista a esperança que temos de que tudo logo irá voltar ao normal. Aproveite este período para comprar passagens e pacotes de viagem para o fim do ano e com preços promocionais e condições especiais, com dólar mais baixo e com possibilidade de remarcação sem custo adicional. Entre em contato com a nossa equipe para saber mais.

Deixe uma resposta