Qual a Diferença Entre a Trilha Inca e a Trilha Salkantay?

Para os que sonham em chegar em Machu Picchu a pé, é preciso se planejar e escolher qual o melhor caminho para percorrer. A trilha para Machu Picchu que é mais conhecida é a famosa Trilha Inca, uma das mais bonitas do mundo, mas, o que poucos sabem é que existem caminhos alternativos para chegar na cidadela, e que são igualmente interessantes e lindos. E é sobre isso que vamos falar nesta matéria, mas especificamente sobre uma das trilhas alternativas para Machu Picchu, a incrível Trilha Salkantay, que também te levará as ruinas incas. Vamos te mostrar aqui as principais diferenças entre elas e algumas informações úteis que irão te ajudar a decidir qual delas é a aventura que você vai viver em terras peruanas. Vamos lá?

O que você precisa saber sobre a Trilha Inca:

Esta é a maneira mais tradicional de chegar em Machu Picchu a pé. Este caminho ficou conhecido por ser o mesmo que a antiga civilização inca percorria para chegar na cidadela, portanto é um trajeto histórico, de imensa beleza, localizado em meio aos andes peruanos. Algumas informações importantes sobre Trilha Inca são: não é permitido fazer o trajeto por conta própria, ou seja, você precisa contratar uma agência local especializada nesta aventura e estar acompanhado de um guia do começo ao fim da caminhada. Outra dica importante é que as vagas para percorrer este caminho são limitadas, permitindo apenas 400 pessoas por dia, isto incluindo guia, carregadores e outras pessoas da equipe, ou seja, as vagas se esgotam rapidamente, por isso para garantir a sua vaga na Trilha Inca programe-se com antecedência e contrate o serviço pelo menos 3 meses antes. Existem duas opções: a Trilha Inca Curta, que dura dois dias de caminhada e um pernoite em acampamento, e a Trilha Inca Clássica, que dura 4 dias de caminhada e 3 pernoites em acampamento. A caminhada mais procurada é de maior duração, ela sai de Cusco e finaliza com a chegada em Machu Picchu, e o retorno é feito de trem. Nestes 4 dias os trilheiros vão percorrer cerca de 42 quilômetros no total.  Já a Trilha Inca Curta se inicia na metade do caminho, e é ideal para quem não tem tantos dias de viagem ou quer viver uma experiência mais breve e o retorno também é feito de trem. A melhor época para fazer a Trilha Inca é de junho a setembro, quando o clima está mais agradável e as chuvas bem raras, normalmente tem sol durante o dia e a noite a temperatura cai. Durante o mês de fevereiro a Trilha Inca está fechada para manutenção do caminho, visto que este é o mês com maiores chances de chuva no Peru.

Veja abaixo um resumo de como é o dia-a-dia na Trilha Inca Clássica:

1º Dia: Saída de Piscacucho, no km 82 da linha férrea se inicia a caminhada até Huayllabamba, acampamento onde acontece o pernoite.
2º Dia: Saída de Huayllabamba, chegada em Warmiwañusca, o ponto mais alto da trilha e caminhada até Pacaymayo, onde será o segundo acampamento.
3º Dia: Saída de Pasymayo, passando por Punuypampa até chegar em Wiñayhuayna, onde será o terceiro acampamento.
4º Dia: Saída de Wiñayhuayna e chegada em Machu Picchu através da Inti Punku, ou Porta do Sol, passeio guiado pela cidadela e volta para Cusco.

Durante os dias de caminhada prepara-se para desbravar as paisagens mais bonitas dos andes peruanos, visitar sítios arqueológicos históricos e viver uma experiência de imersão na cultura peruana e andina. Para ver o roteiro completo da Trilha Inca Clássica, clique aqui.

O que você precisa saber sobre a Trilha Salkantay:

Para quem busca trilhas alternativas para Machu Picchu, a Salkantay, sem dúvidas, é uma das melhores e mais bonitas opções. Ela tem duração de 5 dias e 4 noites, sendo que três pernoites são em acampamentos e um pernoite é em um hotel no povoado de Aguas Calientes, bem próximo de Machu Picchu. Ao todo são 74 kms percorridos, passando por povoados remotos, lugares históricos e paisagens indescritíveis. Uma atração imperdível deste trajeto é a Laguna Humantay, isso mesmo, quem escolhe fazer a Trilha Salkantay também vai conhecer uma das principais atrações do Peru e um dos lugares mais lindos do país, que é esta lagoa de água azul turquesa formada pelo desgelo das montanhas. Assim como a Trilha Inca, a Trilha Salkantay também precisa ser planejada com anatecedência, tendo em vista que a logística do passeio é mais complicada, mas, o interessante é que para esta caminhada não há número limite de pessoas, ou seja, as vagas são ilimitadas.

Veja abaixo um resumo de como é o dia-a-dia da Trilha Salkantay:

1º Dia: Saída de Cusco, passagem por Mollepata e chegada em Soraypampa, onde acontece o primeiro acampamento.
2º Dia: Saída de Soraypampa, passando pela parte mais difícil e desafiadora da trilha até chegar em Chaullay para o segundo acampamento.
3º Dia: Saída de Chaullay e chegada em Playa, para o último acampamento da aventura.
4º Dia: Saída de Playa, passagem pela hidroelétrica até chegar no povoado de Aguas Calientes aos pés da cidadela de Machu Picchu, para passar a noite em um hotel.
5º Dia: Visita guiada em Machu Picchu e retorno para Cusco.

Durante os dias de caminhada você passará por povoados, paisagens espetaculares, vales, montanhas, nevados, rios e muito mais. Além de ver de perto como os costumes e tradições andinas. Para ver o roteiro da Trilha Salkantay completo, acesse aqui.

Mas afinal, quais as diferenças entre a Trilha Inca e a Trilha Salkantay?

Bom, com as informações acima já deu para ter uma noção das diferenças entre as duas, não é?! Mas, para facilitar, vamos deixar abaixo as principais diferenças entre elas de uma forma mais objetiva. Olha só:

Trilha Inca:

  • Duração máxima e mínima: 2 e 4 dias
  • Distância a ser percorrida: 42 km
  • Nível de dificuldade: Médio
  • Lugar mais alto: 4200 metros acima do nível do mar
  • Melhor época: julho a setembro
  • Pernoites: 3 noites em acampamentos com pouco estrutura
  • Número de vagas: limitado por dia
  • Quando está aberta: o ano todo, exceto no mês de fevereiro para manutenção.

Trilha Salkantay:

  • Duração máxima e mínima: 5 dias
  • Distância a ser percorrida: 74 km
  • Nível de dificuldade: Médio
  • Lugar mais alto: 4600 metros acima do nível do mar
  • Melhor época: julho a setembro
  • Pernoites: 3 noites em acampamentos com pouco estrutura e 1 pernoite no hotel em Aguas Calientes
  • Número de vagas: ilimitado
  • Quando está aberta: o ano todo, sem exceção.

E aí, conta para gente qual é a sua preferida? Está preparado para viver a experiência mais incrível da sua vida em terras peruanas, desbravando as paisagens dos andes? Acesse o site da Viagens Machu Picchu e veja todas as opções de pacotes de viagem para Peru e todas as opções de trilhas para Machu Picchu. Em caso de dúvidas, entre em contato com nosso time de especialistas. Continue lendo nosso blog para saber mais sobre este e outros assuntos sobre o Peru, como dicas, informações e curiosidades.

Deixe uma resposta